hospedado por:

Hostnet

Você já imaginou trabalhar com a produção de games, pensando em várias histórias, em todos os recursos que eles podem ter e ainda estar inserido em um mercado que cresce muito a cada ano? Saiba que isso é possível com  um curso de Design de Games.

O curso de Design de Games pode proporcionar tudo isso, acredita? Em linhas gerais, quem escolhe essa formação aprende não apenas como produzir roteiros e cenários, mas também tecnologias da modelagem e da linguagem multimídia com som e imagem para jogos de computador, videogames, celulares e internet.

O primeiro curso de graduação no Brasil surgiu em 2003, na Universidade Anhembi Morumbi. Ele tem duração de quatro anos e é considerado um dos melhores do país. Aborda todas as áreas de desenvolvimento de games com arte de programação e som e possui uma grade curricular com algumas disciplinas de marketing e gestão.

“Com o mundo de hoje, é fundamental que os alunos saiam com uma visão de gestão. Trata-se de um curso voltado para a indústria independente. Muitos alunos vão para a indústria de games, para simulação, aplicativos relacionados com a mesma tecnologia ou para a área de animação”, destaca Delmar Domingues, coordenador do curso da Anhembi.

A Univali, nos campi de Balneário Camboriú e Florianópolis, em Santa Catarina, também oferece o curso de bacharelado de Design de Games. Outra opção são os cursos tecnólogos. A grande diferença é que, em geral, eles têm duração e formação teórica e humanística menor.

Formações complementares como Programação, Webdesign, Artes Visuais e Design são bastante comuns.

Áreas de atuação

Dentro da área de produção são quatro campos de atuação: game design (projetual), artistas (finaliza a arte do jogo), programadores (raciocínio lógico – codifica o jogo), som (faz o som do jogo). Cada uma delas tem uma segmentação. Quem lidera é o producer.

O ideal é conhecer o seu perfil para decidir seguir pelo melhor caminho, seja  pelo lado do design, da arte ou da programação.

faculdade design de games

Mercado para quem cursa Design de Games

No Brasil, há indústrias pequenas e médias. Elas mesmas produzem e distribuem seus produtos.

Apesar de o mercado apresentar expansão, há muita dificuldade por parte das empresas de encontrar profissionais especializados. Por isso, o designer de games pode ter um futuro promissor.

As oportunidades se concentram em indústrias de videogames, empresas de desenvolvimento de jogos, escritórios de design, agências ou escritórios de mídia digital e estúdios de animação.

Nosso país é o principal mercado de jogos digitais na América Latina e o quarto no mundo em consumo dessa tecnologia, ficando atrás apenas de Estados Unidos, Japão e China. O Brasil também movimenta US$ 1,5 bilhão ao ano e deve alcançar a marca de US$ 1,6 bilhão em 2017, segundo levantamento da Super Data Research.

Nos últimos anos, produzir um jogo ou aplicativo ficou mais fácil, dando espaço para os pequenos desenvolvedores criarem e lançarem seus games. Com isso, a concorrência aumentou. Não somente empresas desenvolvedoras aumentaram, mas também os negócios complementares e especializados nessa indústria.
Fonte: Mundo do Marketing

Você sabia?

Um dos motivos do crescimento da importância desse mercado é que, atualmente, os games não são consumidos somente por jovens do sexo masculino, como se pensava antes. Hoje, crianças, mulheres e idosos também se aventuram nesse universo.

Com eles, as fronteiras do entretenimento podem ser ultrapassadas com atividades de educação, pesquisas científicas, treinamentos, além de terem utilização na capacitação de atendimento de saúde, na escolha e desenvolvimento de vocações e na arquitetura e construção civil.

Veja onde cursar Design de Games:

Outros cursos de Jogos Digitais

Conclusão

A área de Games tem muito potencial e as oportunidades crescem na mesma medida que seu mercado. O setor movimentou US$ 1,6 bilhão em, 2016 e continua crescendo . No mundo todo os games geraram US$ 99,6 bilhões, só em 2016.  É uma área que se fortalece a cada ano , mesmo com o país em dificuldade econômica.

Apesar de o setor no Brasil ainda ser relativamente pequeno, de possuir sérias dificuldades, os gráficos sobre o mercado só crescem. Se você em interesse em atuar nessa área, o ideal é começar o quanto antes para aproveitar o máximo possível desse potencial colossal que o segmento possui.

Clique aqui e confira outras possibilidades para estudar sobre o assunto.bolsa de estudos de até 75% no site Quero Bolsa

– Artigo original por Natália Plascak Jorge adaptado por designimador

%d blogueiros gostam disto: