Fala galera designimadora, blz??

Hoje quero entrar em um assunto que muita gente se pergunta no dia a dia:

“Designer precisa saber vender? Será que só manipular os programas já basta?”

Pois é, este assunto dá muito “pano pra manga”, não é mesmo? Porém saber vender seu “peixe”, saber como se colocar, como abordar um possível cliente  é sim muito importante.

Todo Designer precisa saber que “as ferramentas de Design” são o final do processo de uma venda com um futuro cliente. Porque para se criar um layout você precisa ter alguém que solicite um trabalho não é mesmo?

Não adianta ser um exímio manipulador dos programas, fazer cartão de visitas com verniz fosco localizado, criar páginas nas redes sociais, etc; sendo que o mais importante para se conseguir clientes você ainda não sabe, que é vender.

Por isso saber vender, atender seu cliente de forma correta, saber impor limites , entender o real problema dele vem antes de qualquer “layout“.

Existe um Mundo, Além do Computador.Img

Parece bobeira falar isso, mas não é!

Nossa área é cercada de grandes profissionais, eu mesmo conheço vários que são “top designers“, porém estão sem jobs por alguns desses fatores.

Eu mesmo já cometi estes erros pensando que os trabalhos “cairiam do céu”, afinal, tinha logotipo, redes sociais e etc…

Comecei a perceber que se não saísse para mostrar meu trabalho, dificilmente eles viriam até mim. Foi aí que entendi o quão importante é saber vender. Comecei a dar a “cara pra bater” e a oferecer meus serviços de design “tête-à-tête“, olhando nos olhos do cliente e entendendo suas reais necessidades.

Percebi então que ser Designer vai muito mais além do que saber apenas “mexer” nos programas. Ser designer também era:

Img

1) Ser o Vendedor: Ninguém melhor que “você” para saber o que “você” faz, por isso disponibilizar algumas horas na semana para oferecer seu serviço é super importante.

Quantos de nós nos deparamos todos os dias com comércios que ao invés de tentarmos ajudar e propor melhorias, preferimos apenas criticar, como por exemplo: ” Nossa olha esse logo, que estranho”.

Nessas horas aquele cartão de visitas lindo que criou é de bom grado. Então deixe um com eles. Pode ser que ao explicar o que você faz ele se interesse.
OBS: Isso já aconteceu muito comigo srsrsrs.

Outra dica que tenho comigo e me ajuda demais é você focar em clientes “Pequenos”, empresas que estão começando e que necessitam de um bom designer. Você pode ser ele.

Eu, por exemplo, tenho comigo empresas que não tinham nada. Hoje a satisfação de ver o quanto cresceram e saber que eu ajudei me motiva muito mais.  E com uma relação aberta sempre falando diretamente com o dono,  sendo profissional desde o primeiro contato.

Dica: Não se acomode com o tempo que um cliente está com você, seja profissional sempre, mesmo que vocês venham se aproximar depois de um tempo, saiba que antes de tudo ele é seu “Ganha pão”, por isso o trate com respeito e saiba ser tratado como tal também.

 

2) O Atendimento: Ser gentil ao atender um cliente é essencial. Saiba abordar com profissionalismo, tanto por telefone quanto pessoalmente.

É incalculável o número de clientes que não fecham negócios com designers ou trocam por outro profissional, por este simples fato que é o “Atendimento”. Quantas vezes um cliente me procurou, pediu orçamento, não fechou nada, porém foi atendido muito bem. Meses depois ele voltou querendo fechar comigo, ou mesmo indicou para um conhecido pelo simples fato que gostou da minha postura e atendimento, por isso seja Sempre Profissional e humano.

 

3) Eterno Estudante: Exatamente isso: nunca pense que você já sabe o bastante. Nossa profissão exige estudo contínuo seja ele prático ou teórico. Nunca pare de estudar, isso é muito importante.

Algo que acho fascinante em nosso meio, é exatamente esse do conhecimento, por exemplo: Se você atua com Criação de Identidade Visual, você está propenso a se deparar com vários ramos profissionais, desde Restaurante até Empresas de Vidro, e para poder entender a necessidade do seu cliente e entregar algo funcional você terá que entender o ramo de atuação dele, aí então que você acaba conhecendo outra área que você as vezes nem imaginava como funcionava.

Dica: Vai chegar uma época em sua carreira que você estará confortável com o que faz e é aí que o perigo mora: esteja sempre conectado e ligado em tudo que rola na sua área de atuação e suas vertentes. Nenhum de nós será bom em tudo, tanto porque em nossa área existem vários segmentos para se atuar, mais saber o que rola é muito bom.

 

O Moço do Cafézinho: Por ser o Designer, o vendedor, o atendimento aprendi a fazer um café “Top” também hahahahah.ImgPor fim…

Busque mais que um belo computador e um pacote de programas, se quer ser um bom Designer, seja primeiro um bom empreendedor e saiba que se você faz o que gosta com certeza terá êxito em sua caminhada.

A frase pode ser clichê mais é verdade: “O Sol nasce para todos”.

Não estamos aqui para impor regras a ninguém, pelo contrário queremos somar. E este é um assunto difícil de ver por aí, por isso estamos abordando aqui.

Deixe sua opinião a respeito, nos vemos em breve!

Abraço!

%d blogueiros gostam disto: